Com campanhas idênticas, América e Villa Nova empatam sem gols

Com o resultado, Villa ocupa a 4ª posição na tabela do Mineiro e Coelho fica na 5ª, ambos com 16 pontos e três gols de saldo

iG Minas Gerais | Guilherme Reis |

Em campo, história de 99 anos de confronto e pouco futebol. Pela sexta rodada do Campeonato Mineiro, Villa Nova e América empataram por 0 a 0, no Estádio Castor Cifuentes, em partida de qualidade duvidosa. Com o resultado, o Leão do Bonfim assegurou a quarta colocação e o Coelho permaneceu em quinto. As equipes têm campanhas idênticas, com 16 pontos e três gols de saldo. O que faz o América ficar em quinto são dois cartões vermelhos. O Villa ainda não teve nenhuma expulsão no certame.

Sem Mancini, machucado, o América ficou acéfalo em campo. O time, apesar de tomar a iniciativa do confronto, sentiu muita falta de seu camisa 10, já que seu substituto, Pedrinho fez partida muito ruim.

A tônica do primeiro tempo foi a falta de qualidade das equipes. Raramente os times conseguiam trocar mais de três passes. As jogadas de perigo eram artigo raro. O América até começou a partida pressionando, mas faltou técnica para executar o último passe e as finalizações. O Villa esperava o Coelho em seu campo de defesa e tentava sair nos contra ataques, mas sem muita efetividade.

Na primeira etapa, o lance mais perigoso foi uma dividida entre o centroavante americano, Rodrigo Silva, e o goleiro do leão, Tiago Braga, aos 10 minutos. O arqueiro abafou errado o atacante e a bola correu em direção ao gol. A defesa espanou antes de Silva chegar na pelota.

Já o Villa só conseguia chegar ao ataque nas costas do lateral Bryan, que cedeu espaços ao adversário e não conseguiu chegar à linha de fundo adversária. O time da casa só tinha alguma lucidez quando o meia Gabriel Davis pegava a bola. Habilidoso, o camisa dez alvirrubro conseguia criar situações de perigo para a retaguarda americana.

No segundo tempo, aos 8 minutos, Givanildo de Oliveira percebeu a inoperância de Pedrinho e colocou Renato Silva em seu lugar. Diney foi outro que deixou o time para a entrada de Henrique na ponta direita. As trocas surtiram efeito. O América passou a agredir com mais velocidade, embora a defesa do leão tenha suportado bem os momentos de pressão.

No fim da partida, Renato Silva teve tempo de perder um gol feito, ao chutar por cima do gol dentro da área e sem marcação. O cotejo ficou nisso. Na próxima rodada, o América enfrenta o Mamoré no Independência. Já o Villa será visitado pelo Cruzeiro.

Leia tudo sobre: américavilla novacampeoo mineiroempatesem gols