Dois PMs morrem em confrontos com criminosos no Rio

Soldado da Inteligência da PM foi morto em ataque criminoso não informado pela corporação; outro militar morreu durante ronda no Complexo do Alemão

iG Minas Gerais | AFP |

Ao menos dois policiais militares morreram e três ficaram feridos em confrontos com criminosos neste final de semana, no Rio de Janeiro. O soldado Adson Nunes da Silva e o sargento Marcelo Salles de Oliveira chegaram a ser socorridos, mas não resistiram aos ferimentos. O policial Adson Silva morreu na tarde deste sábado (7) na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Mesquita, Baixada Fluminense. O soldado estava de folga e trabalhava na Coordenadoria de Inteligência da PM. A polícia não informou em qual circunstância ele sofreu o ataque criminoso. Até a tarde deste domingo (8), não havia informação sobre o paradeiro dos assassinos. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense. Ainda no sábado à tarde, um policial militar foi baleado na cabeça por criminosos, durante uma ronda de rotina no Complexo do Alemão, zona norte do Rio. A PM não divulgou a identidade dele. Em nota, afirmou que o policial fazia parte de uma das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) do conjunto de favelas. De acordo com a coordenadoria das UPPs, o policial foi socorrido no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, também na zona norte, e seu estado de saúde é considerado grave. Até a tarde deste domingo, ninguém foi preso e não havia informações sobre o paradeiro dos criminosos. Já na madrugada deste domingo, um policial militar morreu e outros dois ficaram feridos num confronto com bandidos no morro do Juramento, em Vicente de Carvalho, zona norte. Em nota, a polícia divulgou que ocupantes de um carro reagiram a abordagem dos policiais efetuando disparos. Os PMs revidaram e houve troca de tiros, mas o grupo armado conseguiu fugir. Os policiais foram socorridos no Hospital Estadual Getúlio Vargas. O sargento Marcelo Oliveira, porém, não resistiu aos ferimentos e morreu. Um policial foi liberado após atendimento na unidade e o outro foi transferido para o Hospital Central da Polícia Militar, no Estácio, zona norte. O estado de saúde do PM internado é estável.

Leia tudo sobre: Rio de Janeiroviolênciapoliciais militaresPMmortosmortecriminososataque