“Estamos tranquilos e motivados para disputar esse jogo sempre importante”

Marcelo Oliveira Técnico do Cruzeiro treinador

iG Minas Gerais |

jOãO GODINHO - 09.02.2015
undefined

De Arrascaeta tem encontrado mais dificuldade do que o esperado para render no Cruzeiro como fez no Defensor-URU?

Acho que ele brilhou em alguns momentos e teve dificuldade em outros. Mas é um garoto introvertido, num país novo, num time da grandeza do Cruzeiro, e isso assusta também. Lá (no Uruguai), às vezes, jogava pelas beiradas e no meio. Quando ele chegou, conversei e perguntei a posição que era a melhor, e ele disse que é pelo meio. Ele tem que fazer a função que era do Goulart, buscar a bola, mas não tão atrás e, a partir daí, sair com os meias e chegar ao Damião na área. Mas tem a adaptação ao clube e entender tudo que se fala.

O que falta para encaixar a equipe?

Nós estamos formando um novo time, e uma equipe só se forma com frequência de escalação e sequência de jogos.

O Levir disse que você está mordido por causa das vitórias que o Atlético teve sobre o Cruzeiro no ano passado. Você sente um pouquinho disso? O que você mandaria de mensagem pra ele?

Não, comigo não tem nada disso. Nós jogamos o jogo e foram contabilizadas várias situações. Mas não podemos, por exemplo, não lamentar os dois empates que nos deram o título mineiro no ano passado que, inclusive, estão contabilizados dentro desse tabu também. No caso da Copa do Brasil, nós estávamos muito cansados, não tínhamos condições de fazer uma partida de alto nível e não podíamos abrir mão do Brasileiro, que durante sete meses buscamos com muito desejo, e o Galo estava descansado para a final da Copa do Brasil. Mas o Levir ganhou porque ele é muito competente, e esperamos sair tão bem quanto ele para virar essa história neste ano.

Você acha que esse clássico é uma nova história e a pressão pela vitória tem que ser deixada para trás?

Eu acho que a pressão no futebol sempre existe, mas não podemos nos apegar ao passado. Temos que buscar coisas novas, somos líderes do Mineiro, vamos jogar em casa, com a torcida do nosso lado. Temos que entrar com seriedade, até porque, como em todo clássico, não tem um favorito, muito embora o Cruzeiro esteja se remontando mais do que o Atlético para esta temporada, mas já mostramos que temos um bom time que precisa traduzir esse empenho, esse volume de jogo em gols, coisa que até podemos achar que está guardada para o clássico deste domingo contra o Atlético, no Mineirão. Enfim, estamos tranquilos e motivados para disputar esse jogo sempre importante.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave