Imprensa mundial relata lista da Lava Jato como "terremoto político"

Entitulada como "Terremoto político atinge Brasil", a reportagem do "Le Monde" leva informações a respeito da investigação feita pela Polícia Federal e fala sobre os apontamentos de Rodrigo Janot

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O acontecimento, chamado de
Reprodução
O acontecimento, chamado de "inédito" por muitos veículos, chamou a atenção da imprensa mundial

"Um enorme terremoto político atingiu o Brasil. O evento traz consequências que ainda são imprevisíveis, mas certamente impactarão profundamente". É assim que o jornal francês "Le Monde" inicia sua reportagem a respeito da divulgação, na última sexta-feira (6), da lista dos políticos suspeitos no esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato. O acontecimento, chamado de "inédito" por muitos veículos, chamou a atenção da imprensa mundial.

Entitulada como "Terremoto político atinge Brasil", a reportagem do "Le Monde" leva informações a respeito da investigação feita pela Polícia Federal e fala sobre os apontamentos de Rodrigo Janot, procurador geral da República. "Pela primeira vez, os quatro maiores partidos do Congresso brasileiro estão diretamente ligados ao esquema", diz trecho da matéria. 

Já o "New York Times" traz um texto menos analítico e mais factual, emplacando "Justiça brasileira mira políticos do alto escalão" como título. A matéria, que recebeu relativo destaque na capa do portal americano, leva informações a respeito dos envolvidos, como o histórico do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB).

Os americanos destacam ainda que o escândalo acontece em meio a uma "enorme crise econômica", afirmando que, com a Petrobras no centro do esquema, diversos investidores acabaram deixando o Brasil.

O britânico "Guardian" explora o caso pelos números, e afirma: é o maior caso de corrupção da história do país. Na visão dos ingleses, o caso deve abalar profundamento o governo Dilma Rousseff.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave