Políticos da comissão mais importante do Congresso serão investigados

Diversos senadores e deputados que ocupam cargos em comissões importantes, como a de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC), a mais concorrida na Casa

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A divulgação dos nomes dos parlamentares suspeitos de envolvimento no esquema investigado pela Operação Lava Jato, na noite da última sexta-feira (6), já leva problemas ao Congresso. Isso porque diversos senadores e deputados que ocupam cargos em comissões importantes, como a de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC), a mais concorrida na Casa.

Só no Senado, por exemplo, 12 senadores que foram citados na lista da Procuradoria Geral da Repúblico são titulares da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania. 

São eles: Humberto Costa (PE) e Gleisi Hoffman (PR), do PT; Bendito de Lira (AL) e Ciro Nogueira (PI), do PP; Edison Lobão (MA) e Romero Jucá (RR), do PMDB; Antonio Anastasia (MG), do PSDB.

Na Câmara, a situação não fica melhor, já que o próprio presidente da Comissão, Arthur Lira (PP-AL), foi relacionado entre os deputados suspeitos. Além dele, os parlamentares Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) e Covatti Filho (PP-RS) também serão investigados pelo STF.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave