Suspeitos de envolvimento na morte Boris Nemtsov são detidos

Nemtsov,que era um dos principais opositores do presidente Vladimir Putin, foi assassinado no dia 27 de fevereiro

iG Minas Gerais | AFP |

Duas pessoas foram detidas neste sábado (7) na Rússia por possível envolvimento na morte do opositor Boris Nemtsov, assassinado em 27 de fevereiro perto do  Kremlin, anunciou o Serviço Federal de Segurança russo (FSB).

"Dois suspeitos foram detidos hoje em relação com este assassinato: Anzor Gubashev e Zaur Dadayev. O chefe de Estado já foi informado", declarou à  televisão pública o diretor do FSB, Alexander Bortnikov.

Os dois homens são originários do Cáucaso, afirmou, indicando que a investigação continua.

O assassinato de Boris Nemtsov, um dos principais opositores do presidente Vladimir Putin e conhecido por seu combate à corrupção, provocou comoção no país.

Putin chamou o assassinado de "provocação" para desestabilizar a Rússia e prometeu que os responsáveis serão julgados.

Os investigadores não descartam nenhuma hipótese: de crime político à pista islamita, pelo apoio de Nemtsov à revista satírica francesa Charlie Hebdo, ou até mesmo um assassinato ligado ao conflito ucraniano executado por "elementos radicais".

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave