Afetados são únicos com leitos infantis

Segundo ele, nos últimos anos não houve aumento no número de hospitais

iG Minas Gerais | Luciene Câmara / Bárbara Ferreira |

Os três hospitais impactados com a falta de recursos são os únicos credenciados em oncologia pediátrica em Minas com leitos para internação. Todos em Belo Horizonte, ao menos 50% da demanda deles vem do interior.

Segundo o oncologista Bruno Aragão, a maioria dos casos de câncer na infância é hematológico, como as leucemias, que requerem tratamento imediato. “Se não houver pronto tratamento, essas crianças vão a óbito”, explica.

Segundo ele, nos últimos anos não houve aumento no número de hospitais. “Em Belo Horizonte, os leitos de pediatria diminuiram muito”, comentou.

Governo. A Secretaria de Estado de Saúde informou que pacientes com câncer tem prioridade no atendimento e que, em casos de urgência, as internações são feitas em hospitais gerais. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave