Sauna e seus benefícios

iG Minas Gerais | Dr. Telmo Diniz |

A sauna, também chamada de banho finlandês, consiste em uma sala com um ambiente aquecido, a fim de propiciar relaxamento e promover o convívio social entre os frequentadores do recinto. Há basicamente dois tipos de saunas: a “sauna a vapor” (sauna úmida ou banho turco) e a “sauna seca”, que utiliza pedras ou outro material que é aquecido. Alguns estudos já apontam os benefícios desta prática à saúde, inclusive alguns recentes.

O grande benefício da sauna, conhecido por todos, está relacionado com o bem-estar que proporciona, ou seja, um total relaxamento muscular que elimina tensões e reduz o estresse.

Porém, outros benefícios podem ser gerados por esta prática milenar, como a melhora da circulação sanguínea; alívio de dores reumáticas e da coluna; hidratação da pele e desobstruição dos poros; relaxamento da musculatura e melhora da qualidade do sono; limpeza e desobstruição das vias respiratórias; desintoxicação das impurezas do organismo; ajuda no combate a doenças do sistema respiratório como bronquites, gripes, resfriados, sinusites etc.

Homens que vão à sauna regularmente vivem mais e têm uma saúde melhor, reduzindo os riscos de infartos, segundo um estudo realizado na Finlândia e publicado na conceituada revista americana “Jama”. O estudo, que foi realizado com 2.300 homens entre os 42 e 60 anos, ao longo de 21 anos, mostra que o risco de morte súbita por infarto é 22% menor entre aqueles que vão à sauna duas ou três vezes por semana. O risco diminuiu para 63% entre aqueles que vão de quatro a sete vezes por semana.

A frequência entre as sessões também estabelece uma diferença, de acordo com o estudo. Para os homens que ficam menos de 11 minutos dentro da sauna, o risco de morrer por uma crise cardíaca é 7% maior do que aqueles que passam entre 11 e 20 minutos. Quanto maior o tempo, menor o risco, compara a pesquisa.

Como tudo na vida, a sauna também deve ser usada de forma correta. Portanto, alguns pontos devem ser observados: o limite de permanência varia de acordo com cada pessoa. O tempo ideal recomendado está entre 15 e 20 minutos, por vez. Após o uso, é importante tomar bastante água para repor os líquidos e eletrólitos perdidos no procedimento. Evite comer ou ingerir bebida alcoólica antes da prática.

Pessoas com problemas cardíacos, pressão baixa e/ou mulheres grávidas devem consultar seu médico para as devidas orientações. Não esqueça da toalha e dos chinelos. Ao contrário do que se pensava no passado, o choque térmico (hábito de sair da sauna e tomar uma ducha fria) não é maléfico para a saúde, pois essa vasoconstrição ajuda na normalização da temperatura corporal e na otimização da circulação periférica, além de possibilitar um maior tempo de permanência no interior da sauna, buscando assim seus benefícios terapêuticos.

Faça uma boa semana.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave