Arte subterrânea

As curiosidades só encontradas na capital moscovita, uma cidade verticalizada

iG Minas Gerais | Paulo Campos |

As estações do metrô – 194, distribuídas em 12 linhas por 325,4 km – são obras de arte a até 130 m de profundidade
Tuca vieira/divulgação
As estações do metrô – 194, distribuídas em 12 linhas por 325,4 km – são obras de arte a até 130 m de profundidade

Um fato curioso logo desperta o viajante: Moscou – cidade de mais de 10 milhões de habitantes – não tem bairros residenciais, todos moram em prédios. Percebe-se ainda que a revolução socialista de 1917 pôs abaixo antigos palácios e igrejas construídos pela aristocracia local. 

Metrô

O metrô russo ganhou o status turístico, porque é obra de arte subterrânea, inclusive utilizada como cenário em filmes de Hollywood. A primeira linha foi construída durante a ditadura de Stalin, em 1935. Lustres, vitrais, mosaicos, estátuas em bronze, chão de granito e colunas de mármore ornamentam estações como as de Kievskaia e Komsomolskaya, onde se vê um busto de Lênin.

QUEM LEVA

Operadora: Saint Germain  Informações: (31) 3291-1630 Roteiro: A Rússia por Rios e Lagos, de Moscou a São Petersburgo, com visitas a Tallin (Estônia) e Lisboa (Portugal) Período: 1°/5 a 20/5 Pacote: A parte aérea custa a partir de US$ 1.385 (+ taxas) por pessoa. A parte terrestre e fluvial varia de € 2.390 a € 2.590 com hospedagem dupla de categoria turística. Pagamento: O bilhete aéreo poder ser parcelado em até cinco vezes no cartão, e a par-te terrestre, paga com uma entrada de 20% e, o restante, de quatro vezes, sem juros, com cheques pré-datados.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave