GM divulga lista com nomes de trabalhadores com contrato suspenso

Segundo o sindicato, o número menor anunciado nesta sexta-feira pela GM, indica que não há excedente de trabalhadores na fábrica, que tem 5,2 mil empregados

iG Minas Gerais | Agência Brasil |

Queimão. Concessionárias vão desovar estoques acumulados de veículos e, além de juros zero, prometem promoções mirabolantes
CHARLES SILVA DUARTE/ O TEMPO
Queimão. Concessionárias vão desovar estoques acumulados de veículos e, além de juros zero, prometem promoções mirabolantes

A General Motors divulgou hoje (6) a lista com nomes de empregados que terão o contrato de trabalho suspenso na fábrica de São José dos Campos, no Vale do Paraíba. São 473 trabalhadores que, a partir de segunda-feira (9), entrarão em “layoff” – suspensão dos contratos – por cinco meses.

A suspensão foi acordada após a greve de seis dias feita pelos empregados no fim de fevereiro. Antes da paralisação, a empresa havia anunciado a demissão de 800 trabalhadores, que foi revertida para o layoff. Pelo acordo entre a GM e o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, o layoff envolve até 798 trabalhadores, que não poderão ser demitidos por três meses após a suspensão.

Segundo o sindicato, o número menor anunciado nesta sexta-feira pela GM, indica que não há excedente de trabalhadores na fábrica, que tem 5,2 mil empregados. Durante o período de suspensão, eles farão cursos profissionalizantes e continuarão recebendo os salários, sendo 50% pagos pela montadora e a outra metade pelo Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

A reportagem tentou entrar em contato com a GM mas não foi atendida.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave