Apesar de treino fechado, Marcelo Oliveira revela time titular

Logo na primeira pergunta da coletiva, treinador assumiu que equipe será a mesma que enfrentou Huracán-ARG na quarta-feira

iG Minas Gerais | Guilherme Guimarães |

Marcelo vai avaliar plantel e dar chance aos novos jogadores para depois apontar a necessidade de reforços
WASHINGTON ALVES/LIGHTPRESS
Marcelo vai avaliar plantel e dar chance aos novos jogadores para depois apontar a necessidade de reforços

Treino fechado na manhã desta sexta-feira na Toca II, atividades específicas visando ao clássico com o Atlético e, inicialmente, a sensação de mistério por parte do técnico Marcelo Oliveira. Depois de mais de uma hora aguardando para ter acesso ao centro de treinamento celeste, a imprensa foi surpreendida pelo comandante estrelado. Assim como ele mesmo previu antes do início da entrevista coletiva. “Posso garantir que vocês vão se surpreender. Tenham certeza”.

Logo na primeira pergunta, Marcelo Oliveira escalou o Cruzeiro que entra em campo neste domingo, às 16h, no Mineirão. “O time vai jogar com Fábio; Mayke, Leo, Paulo André e Mena; Willians e Henrique; Marquinhos, De Arrascaeta e Willian do bigode; Leandro Damião”.

A equipe titular preparada para o grande jogo do fim de semana, válido pela sexta rodada do Campeonato Mineiro, será a mesma que empatou em 0 a 0 com o Huracán (ARG), pela Copa Libertadores. E o treino fechado foi justificado pelo comandante.

“Treinamento é para você minimizar algumas situações do adversário e causar surpresa em bola parada, falta ou situação de jogo em movimento. Unicamente isso. Esse tipo de coisa não ganha jogo, mas são detalhes de uma vivacidade e de conter situações de que o adversário se aproveita”.

O meia-atacante Alisson, uma das promessas da Raposa, começará no banco de reservas. “Alisson é jogador que todos vocês conhecem. Temos cuidado especial com ele. Não jogará de início, porque vem de paralisação longa. Pretendemos usá-lo durante o jogo se houver essa necessidade. Poderia até começar jogando, mas preferimos deixá-lo como opção”, explicou Marcelo Oliveira.

Leia tudo sobre: marcelo oliveiratécnicocruzeiroclássicotreino fechado