Cruzeirenses preveem clássico com bastante equilibrio e sem favoritos

Zagueiro Paulo André acredita que duelo será decidido no detalhe e Marquinhos aposta na força da torcida

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES E RÔMULO ABREU |

Titular nos primeiros compromissos do ano, Marquinhos possui a confiança de Marcelo Oliveira
WASHINGTON ALVES/LIGHTPRESS
Titular nos primeiros compromissos do ano, Marquinhos possui a confiança de Marcelo Oliveira

Dois jogadores do Cruzeiro terão a oportunidade de ser titular pela primeira vez e experimentar a tradição que o clássico mineiro carrega. Paulo André e Marquinhos não escondem a ansiedade para o jogo e garantem estar bastante focados, até porque, somente com muita concentração a Raposa poderá sair de campo vitoriosa, segunda a avaliação desses atletas.

O clássico é encarado por muitos como o jogo da afirmação para os dois times. O Cruzeiro vem lutando para se encaixar depois da reformulação que passou neste início de temporada, com mudanças relevantes no elenco. Já o Galo, que manteve sua base, tem encontrado dificuldades e ainda não mostrou seu melhor futebol em 2015. Por isso mesmo, Paulo André vê o jogo sem favoritos.

“Acho que está equilibrado, é um jogo parelho, clássico é clássico e vice-versa. A gente está bem estruturado, apesar da reformulação e dos novos jogadores. É um time seguro, que tem feito bons trabalhos nos jogos. O Atlético também é um time estruturado. Quem estiver melhor e falhar menos vai acabar vencendo essa partida”, analisa.

Marquinhos destaca que o torcedor celeste, que estará em maior número no Mineirão, ajudará o time a buscar a vitória, já que esse tipo de jogo é sempre especial para os aficionados. O avante frisa que o time celeste está com a mesma gana de vencer e vai lutar até o fim.

“Clássico é uma coisa que o torcedor quer que o time ganhe. Tem 11 do outro lado que quer vencer. A gente quer fazer o nosso papel e sair com a vitória, que é o mais importante”, disse.

Leia tudo sobre: cruzeiroraposamarquinhospaulo andreclassicofutebol