Motorista ataca pedestres e deixa ao menos cinco feridos em Jerusalém

Vítimas são quatro membros das forças de segurança de Israel e um ciclista de 51 anos, que não correm risco de morrer

iG Minas Gerais | Folhapress |

Atropelador foi baleado por policiais de Israel e está gravemente ferido
STR / AFP
Atropelador foi baleado por policiais de Israel e está gravemente ferido

 Pelo menos cinco pessoas ficaram feridas nesta sexta-feira (6) quando um motorista palestino avançou sobre um ponto do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) de Jerusalém. O atropelador foi baleado por policiais de Israel e está gravemente ferido.

A ação, qualificada pelas autoridades israelenses como um ataque terrorista, ocorreu na principal via que divide a cidade entre os lados ocidental, dominado pelos judeus, e oriental, predominantemente palestino.

Os feridos são quatro membros das forças de segurança de Israel e um ciclista de 51 anos, que não correm risco de morrer. Segundo a polícia, o motorista ainda tentou esfaquear pedestres após o atropelamento antes de ser baleado pelos agentes.

Ainda não se sabe se o autor do ataque tem relação com algum grupo extremista palestino. Em outubro e novembro, ataques similares ocorreram em Jerusalém, o que elevou a tensão na região por várias semanas.

Em 22 de outubro, um palestino de 21 anos invadiu uma parada do VLT de Jerusalém, matando uma mulher israelense com cidadania americana e sua filha de três meses, além de ferir outras cinco pessoas.

Duas semanas depois, em 5 de novembro, outro motorista matou um guarda de fronteira e feriu nove pessoas em mais um atropelamento em um ponto do sistema de transporte público. Os dois atropeladores foram mortos pela polícia.

O atropelamento acontece em meio à festa judaica do Purin, que comemora a salvação de judeus persas que estavam presos na Babilônia. A celebração, que ocorre com fanfarras e pessoas fantasiadas, terá a segurança reforçada.

Leia tudo sobre: jerusalémataquejudeusexplosãocarro