Fiat concede férias coletivas para 2.000 funcionários

Montadora diz que ação foi tomada para ajustar a produção à demanda do mercado

iG Minas Gerais | José Augusto Alves |

Produção de veículos da Fiat será diminuída com as férias coletivas
Fiat/Divulgação
Produção de veículos da Fiat será diminuída com as férias coletivas

A partir de segunda-feira (9), cerca de 2.000 funcionários da Fiat, em Betim, entrarão de férias coletivas. O descanso forçado será de 20 dias.

Segundo informou a empresa, o motivo é “ajustar a produção à demanda de mercado”. Em abril e agosto do ano passado, a montadora também concedeu férias coletivas a seus empregados. A empresa não informou quantos veículos deixarão de ser produzidos. Atualmente, são cerca de 3.000 unidades fabricadas por dia na planta da fábrica localizada na cidade.

O anúncio veio na mesma semana em que o setor automobilístico enfrenta uma crise. Segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), as vendas caíram 26,68% em fevereiro – o pior resultado em seis anos – em relação a janeiro. Foram emplacadas no mês passado 178.822 unidades. Na comparação com fevereiro de 2014, a queda foi de 27,28%.

Não é apenas o setor automobilístico que está em crise, mas a indústria em geral. Exemplo disso é que o faturamento do setor em Minas Gerais recuou 10,28% em janeiro deste ano em relação ao mesmo período de 2014, segundo dados da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg). “Apesar de o primeiro mês do ano ser tradicionalmente mais fraco para o setor, já esperávamos queda, mas não nessa magnitude”, afirmou a economista da entidade Érika Amaral. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave