Franca recebe de braços abertos as estrelas do basquete brasileiro

Cidade do interior paulista receberá evento pela terceira vez; ações sociais e o ambiente harmonioso entre os atletas é destaque

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA - ENVIADO ESPECIAL |

Jogadores mostraram felicidade com ação social nesta quinta-feira
Joao Pires
Jogadores mostraram felicidade com ação social nesta quinta-feira

 

Franca, São Paulo. Um clima de perfeita harmonia. Rivais dentro das quadras, amigos fora delas. Compartilhando o mesmo ambiente, os grandes nomes do basquete nacional se reúnem neste fim de semana, em Franca, cidade do interior paulista apontada como a capital da modalidade no país, para celebrar mais uma edição do Jogo das Estrelas do NBB. Um evento que vem crescendo em popularidade e atraindo a atenção dos aficionados pelo basquete. Hospedados no mesmo hotel, os atletas aproveitam para trocar experiências e, é claro, bater bola. O jogo, em si, acontece apenas no sábado, mas já era possível ver, nesta quinta-feira, alguns jogadores aproveitando o dia livre para treinarem, com afinco, suas jogadas no Ginásio Pedrocão, palco do evento pela terceira vez.

Enquanto uma turma pegava pesado nos treinamentos, outra galera partilhava seu tempo com o próximo. São as ações da Liga Nacional de Basquete priorizando o lado social. Nesta manhã, 600 crianças de uma escola localizada na região periférica de Franca receberam a visita dos craques do basquete brasileiro, entre eles o minastenista Robby Collum, além de nomes como Guilherme Giovannoni, Nezinho, Ronald Ramon, David Jackson, Rafael Mineiro, o técnico Paco García, entre outros.

Durante a ação, as crianças participaram de atividades alusivas ao basquete e também faturaram brindes promocionais do NBB, como bolinhas e camisas personalizadas. Uma experiência aprovada pelos atletas, que já começam a mexer com a rotina de Franca. “As crianças que fazem a nossa alegria. Ver o sorriso no rosto dessa garotada, muitas delas a gente sabe que passam grandes dificuldades no dia a dia, é sensacional", afirmou o experiente ala-pivô Giovanonni, que atua no Uniceub-BRB-Brasília. 

As ações se estenderão até o dia do jogo, marcado para o próximo sábado, às 13h15, e vão desde visitas à atividades em pontos centrais de Franca.

Um ginásio histórico. O Pedrocão já está completamente 'vestido' para o Jogo das Estrelas. Com um piso especial para o evento, nas cores preto e vermelha, a arena conserva um quê de alçapão, mas sem deixar de lado o charme que lhe tornou peculiar entre as demais locações para a modalidade no Brasil. O nome é uma homenagem a Pedro Morila Fuentes, primeiro técnico da equipe de Franca e um dos grandes incentivadores da modalidade no país. No dois dias de evento, sexta e sábado, a organização espera um comparecimento em massa dos torcedores francanos e também de outras localidades do Brasil, tudo para encher o ginásio com capacidade para aproximadamente 7.000 torcedores.

Estão na área. Representantes de Minas Gerais no jogo das estrelas, os minastenistas Robby Collum, Henrique Coelho e o técnico Demétrius Ferracciú já estão em Franca, e inclusive participaram de algumas ações. Na manhã desta quinta-feira, por exemplo, Demétrius esteve no Pedrocão acompanhando um pouco do bate-bola dos jogadores que estarão à sua disposição no sábado. Ele será o treinador do NBB Brasil, equipe de atletas brasileiros que desafiará os estrangeiros do NBB Mundo.