Árbitro acusado de racismo por meia da URT é absolvido pelo TJD

Ronei Cândido Alves foi inocentado pelos juízes, enquanto que Júnior Paraíba pegou um jogo de suspensão

iG Minas Gerais | ANTÔNIO ANDERSON |

Meia Junior Paraíba disse que vai manter acusação de racismo contra árbitro
REPRODUÇÃO/TVINTEGRAÇÃO
Meia Junior Paraíba disse que vai manter acusação de racismo contra árbitro

O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) da Federação Mineira de Futebol (FMF) absolveu o árbitro Ronei Cândido Alves, que foi acusado de chamar o meia Júnior Paraíba de “macaco” no jogo entre URT e Villa Nova realizado no dia 22 de fevereiro, em Patos de Minas, e que foi válido pela quarta rodada do Campeonato Mineiro.

No mesmo julgamento, o jogador da URT foi punido com uma partida de suspensão. Ronei Cândido Alves negou que tenha ofendido o meia da URT e garantiu que iria provar a sua inocência. Júnior Paraíba não registrou o boletim de ocorrência, mas declarou que levaria até o fim a acusação.

Leia tudo sobre: tjdfmfárbitroRonei Cândido AlvesmeiaJúnior Paraíbaracismojulgamento