Coalizão antijihadista deve assumir desafio, diz ministro saudita

Ministro declarou nesta quinta-feira (5) que a coalizão internacional que combate o grupo jihadista Estado Islâmico (EI) deve "assumir o desafio no terreno"

iG Minas Gerais | AFP |

O ministro saudita das Relações Exteriores declarou nesta quinta-feira (5) que a coalizão internacional que combate o grupo jihadista Estado Islâmico (EI) deve "assumir o desafio no terreno", durante uma coletiva de imprensa conjunta com o secretário de Estado americano, John Kerry.

Em referência às ações da coalizão liderada pelos Estados Unidos, na Síria e no Iraque, o príncipe Saud Al-Faisal declarou que "o reino saudita enfatiza a importância de promover os meios militares necessários para enfrentar este desafio no terreno" .

O ministro saudita, cujo país está envolvido nas operações da coalizão na Síria, lamentou o envolvimento no Iraque do Irã, seu rival regional com ambições hegemônicas segundo Riad.

Ele citou o papel do Irã e das milícias xiitas na ofensiva iniciada na segunda-feira pelas forças iraquianas para retomar Tikrit, uma cidade estratégica ao norte de Bagdá.

"Tikrit é um excelente exemplo do que nos preocupa. O Irã está tomando o controle do país", comentou o príncipe Faisal.

A ofensiva de Tikrit marca o envolvimento iraniano "mais óbvio" no Iraque desde 2004, "com artilharia e outros meios", disse na terça-feira o general americano Martin Dempsey, chefe do Estado-Maior, no Comitê do Senado das Forças Armadas.

Leia tudo sobre: jihadistacoalisãoarábia saudita