Fazendeiro e funcionário são executados a tiros em Conselheiro Pena

Suspeitos fugiram a pé; na caminhonete de uma das vítimas foram apreendidos dois revólveres, R$ 32.550 em dinheiro e R$ 132.607 em cheques; ninguém foi preso

iG Minas Gerais | Gustavo Lameira |

Um fazendeiro e um funcionário dele foram assassinados em Conselheiro Pena, no Vale do Rio Doce, na manhã desta quarta-feira (4). Os homicídios foram registrados na Fazenda Virgulina Orlando, zona Rural do município. Ninguém foi preso.

De acordo com a Polícia Militar (PM), um funcionário relatou que chegava para o trabalho e que ouviu o barulho dos tiros e ainda o pedido de socorro do colega, mas teve medo e se escondeu.

Na sequência, a testemunha encontrou o fazendeiro Adalberto Ramos Prado, de 47 anos, já sem vida, dentro de sua caminhonete Hilux. Joaquim José Godin, 55, também estava morto, caído próximo à entrada da propriedade, com diversas marcas de tiros.

Junto dos corpos foram localizados dois cartuchos do calibre 12 e cinco do calibre 38. No veículo foram apreendidos dois revólveres calibre 38, R$ 32.550 em dinheiro e mais R$ 132.607 em cheques.

O funcionário disse à PM que viu três homens fugirem pelo pasto, a pé.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave