Willians se esquiva de polêmica com Donizete: "jogo futebol, não falo"

Torcedores criaram até a hashtag #QuebraODonizete, e querem que volante celeste não dê sossego ao rival 'falastrão'

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

Willians disse que não pode falar muito sobre esse assunto, porque foi considerado o jogador mais violento do Brasileiro 2014
Webréporter
Willians disse que não pode falar muito sobre esse assunto, porque foi considerado o jogador mais violento do Brasileiro 2014

Willians fez apenas sua primeira partida como titular do Cruzeiro, mas a torcida já vislumbra no volante a possibilidade de um novo ídolo. Tudo por conta do perfil cão de guarda, brigador, características que faltavam à Raposa nas últimas temporadas. Com a proximidade do clássico mineiro, Willians também assume um novo papel para a China Azul - ser o jogador que não vai 'dar sossego' ao rival Leandro Donizete, alvo do furor dos cruzeirenses por declarações polêmicas nos últimos clássicos, inclusive com dizeres homofóbicos.

Nas redes sociais, foi criada até mesmo a hashtag #QuebraODonizete, mensagem rapidamente disseminada entre os torcedores e que invadiu os perfis oficiais de Willians no Twitter e Instagram. Questionado sobre o 'clamor' da China Azul  e as provocações de Donizete, o volante cruzeirense preferiu não nutrir qualquer tipo de polêmica. Porém, ele deixou claro que as respostas precisam ser dadas dentro de campo.

"Eu jogo futebol, não falo muito. Falo pouco. Eu não tenho o que falar do Donizete, só que ele é um grande jogador. Espero que dentro de campo eu possa levar a melhor e minha equipe sair daqui vitoriosa. Se tiver alguma coisa sobre esta história de Donizete, pode ter certeza que não sou eu (que estou alimentando). Eu não falo de ninguém, só quero fazer o meu trabalho", afirmou o volante celeste.

"Já me falaram como é (a dimensão do clássico). Tenho as redes sociais, e sempre um torcedor me manda uma coisa ou outra. Eu sei como que é, pegado, brigado, são duas equipes grandes, quem errar menos sairá daqui com a vitória", complementou o jogador.

Na expectativa por seu primeiro Cruzeiro x Atlético, Willians ainda comentou sobre sua rápida adaptação ao time. O jogador admitiu que ainda não está perto do ideal, mas que está correndo contra o tempo para atingir seu melhor condicionamento físico e tático.

"É difícil. Eu vivi dois anos em Porto Alegre, e é difícil sair de uma equipe grande e ir para outra grande também. Falta muito para eu entrar em forma, mas hoje eu já dei um primeiro passo. Espero que eu possa continuar fazendo grandes jogos", concluiu.  

Leia tudo sobre: cruzeiroraposawillianspolemicaleandro donizeteclassico