Parte do bairro de Santa Tereza será tombada pelo patrimônio cultural

Ao todo, 288 imóveis, entre residenciais e comerciais foram listados, como a praça Duque de Caxias, o Mercado Distrital e a Igreja de Santa Tereza

iG Minas Gerais | Nathália Lacerda/ Carolina Farah/Gustavo Lameira |

Praça Duque de Caxias
CÉSAR TROPIA/O TEMPO
Praça Duque de Caxias

Parte do bairro de Santa Tereza, na região Leste de Belo Horizonte, será tombada pelo Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural. A decisão saiu na tarde desta quarta-feira (4), em votação unânime.

De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, foi realizado um estudo com mais de cem páginas, analisando as características do bairro, mais conhecido pela boemia. Ao todo, trezentos imóveis, entre  residenciais e comerciais mais praças e outros locais públicos compõem a lista de tombamento. Desses, 288 foram efetivamente indicados para processo, como a praça Duque de Caxias, o Mercado Distrital e a Igreja de Santa Tereza.

Para representantes do movimento Salve Santa Tereza e da Associação de Moradores, "esse é um momento histórico para o bairro".

Os proprietários de imóveis apontados para tombamento têm até 15 dias para recorrer. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave