Queda na produção de veículos em 2014 prejudicou produção industrial

Queda de 18,2% na produção de veículos automotores, reboques e carrocerias foi uma das causas da redução de 5,2%, na comparação com janeiro de 2014

iG Minas Gerais | Agência Brasil |

undefined

A queda de 18,2% na produção de  veículos automotores, reboques e carrocerias foi uma das causas da redução de 5,2%, na comparação com janeiro de 2014, da produção industrial em janeiro de 2015. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal (PIM), divulgados hoje (4) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os dados contrastam com o crescimento, de 2%, da produção industrial brasileira, em janeiro deste ano, na comparação com dezembro de 2014. O avanço interrompeu a sequência de dois meses consecutivos de queda no resultado: -3,2% em dezembro e -1,1% em novembro, na série livre de influência sazonal.

A queda da produção industrial, levando-se em consideração a comparação do período de janeiro de 2014 a janeiro de 2015, não se deveu apenas à redução de 18,2% na produção de veículos automotores, reboques e carrocerias.

Houve também os seguintes fatores que contribuíram para a queda: coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis, que tiveram a produção reduzida em 6,1%; equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos, cuja produção caiu 23,2%; máquinas e equipamentos (-10,9%); produtos químicos (-7,1%); produtos alimentícios (-2,7%); produtos de metal (-10,2%) e produtos farmoquímicos e farmacêuticos (-14,5%).

No que se refere à redução da produção de veículos automotores, a queda ocorreu devido ao decréscimo na produção de aproximadamente 81% dos produtos investigados no setor, especialmente automóveis, caminhões, caminhão-trator para reboques e semirreboques, carrocerias para caminhões, reboques e semirreboques e autopeças.

Leia tudo sobre: veículosproduçãoeconomia