Pimentel vai à Brasília tentar evitar a demissão de 78 mil servidores

Ele pretende pedir um adiamento do julgamento da Lei 100 para que os servidores não sejam demitidos em abril

iG Minas Gerais | GUILHERME REIS |

O governador de Minas Gerais Fernando Pimentel disse nesta quarta-feira (4) que irá embarcar para Brasília nas próximas horas para tentar junto ao ministro Dias Toffoli o adiamento do julgamento da Lei 100 para o fim do ano, para não prejudicar os servidores.

O embargo seria julgado já nesta quinta-feira (5) e, com isso, os servidores do Estado teriam que ser demitidos até o dia 1º de abril. A ida do governador a Brasília nesta quarta-feira é uma tentativa de se reverter este quadro e impedir a demissão dos servidores nesta data.

Ao todo, são 98 mil os servidores atingidos pela inconstitucionalidade da Lei 100, mas destes, 20 mil poderia se aposentar. Isso significa que, caso o julgamento não seja adiado, 78 mil servidores do Estado deveriam ser demitidos no dua 1º de abril. 

Leia tudo sobre: lei 100servidorespimentelBrasília