Vice-premier britânico diz que guerras as drogas tem sido um fracasso

Branson e Clegg, que é aliado dos conservadores liderados pelo primeiro-ministro David Cameron na coalizão, concluem com um pedido de mudanças e exigem "coragem política" para a tarefa

iG Minas Gerais | AFP |

O vice-primeiro-ministro britânico, o liberal Nick Clegg, e o magnata Richard Branson chamaram a guerra contra as drogas de "fracasso miserável", em plena visita a Londres do presidente mexicano Enrique Peña Nieto.

Branson, proprietário do grupo Virgin, e Clegg, líder do partido minoritário da coalizão de governo, publicaram um artigo conjunto no jornal The Guardian no qual condenam a estratégia de choque frontal e citam como exemplo a situação criada no México.

"Sob qualquer ponto de vista, a guerra mundial contra as drogas tem sido um fracasso miserável", escreveram.

"No momento em que o presidente mexicano Nieto visita o Reino Unido, deveríamos recordar as 100.000 pessoas mortas apenas no México desde 2006", quando seu antecessor, Felipe Calderón, lançou a ofensiva com o envolvimento do exército.

"Desde que o presidente americano Richard Nixon declarou esta 'guerra' em 1971, gastamos um trilhão de dólares tentando erradicar as drogas de nossas sociedades e, no entanto, o mercado criminoso continua crescendo".

"Se fosse um investimento, a guerra contra as drogas não teria resultado em nenhum lucro. Se fosse uma empresa, teria quebrado há muito tempo. O sucesso não se parece com isto", completam.

Branson e Clegg, que é aliado dos conservadores liderados pelo primeiro-ministro David Cameron na coalizão, concluem com um pedido de mudanças e exigem "coragem política" para a tarefa, ao mesmo tempo que elogiam países que descriminalizaram o consumo de algumas drogas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave