Escritor espanhol Francisco González Ledesma morre aos 87 anos

Há dois anos, ele convivia com as consequências de um acidente vascular cerebral

iG Minas Gerais | Folhapress |

O escritor espanhol Francisco González Ledesma, autor de centenas de novelas de faroeste, no estilo "pulp fiction", sob o pseudônimo Silver Kane, morreu nesta segunda (2), aos 87 anos, em Barcelona. Há dois anos, ele convivia com as consequências de um acidente vascular cerebral.

Com seu próprio nome, Ledesma foi reconhecido como um dos responsáveis por impulsionar o romance policial com viés social na Espanha, junto a nomes como Manuel Vázquez Montalbán. Foi premiado pelos romances protagonizados pelo inspetor Méndez, como "Expediente Barcelona". Seu último romance, "Peores Maneras de Morir" (piores maneiras de morrer) foi publicado em 2013.

Seu romance "Sombras Viejas", publicado quando tinha apenas 21 anos, lhe rendeu o Prêmio Internacional de Romance, mas foi considerado pornográfico pela censura franquista e proibido.

Dois anos depois, em 1950, Ledesma se formaria em direito, tendo trabalhado como advogado e posteriormente como jornalista –colaborou com diversos jornais da Espanha, como "El País".

Após a censura, o autor só voltaria a publicar com seu nome verdadeiro em 1977. Nos anos anteriores, recorreu a pseudônimos como Silver Kane, criado em 1952, Taylor Nummy e Silvia Valdemar para lançar novelas de faroeste, policiais e até histórias românticas.

"Expediente Barcelona" foi o romance que, traduzido para o francês, lhe proporcionou sucesso na França, onde acabaria mais conhecido do que na Espanha. O protagonista desse romance, o inspetor Ricardo Méndez, cético e chauvinista, voltaria nas outras obras dele.

Casado com María Rosa Torralba Serra, teve três filhos, Eric, Gloria e María Victoria - esta colaborou com algumas de suas últimas histórias como Silver Kane.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave