Vale do Silício é 'bolha', diz fundador da Wikipédia

Declaração foi dada nesta terça-feira (3), durante uma palestra no evento Mobile World Congress

iG Minas Gerais | Folhapress |

A Wikipédia não teria sido criada caso seu diretor e cofundador, Jimmy Wales, vivesse em San Francisco, parte da "bolha" que é o Vale do Silício, disse o empreendedor durante uma palestra nesta terça-feira (3) no evento Mobile World Congress, que ocorre em Barcelona.

"O ambiente do Vale do Silício permite que muita coisa seja construída e cresça ali, mas não tudo", afirmou. "Há aplicativos [com a característica de ser algo 'socialmente valoroso', como citado na sua fala] que não serão feitos pelo típico engenheiro de 26 anos do Google, mas sim por um engenheiro de 26 anos no Quênia."

Wales fundou o site - que tem a pretensão de ser uma enciclopédia acessível a todos para leitura e para criação - nas proximidades da cidade universitária de Tampa, na Flórida, em 2001. Ele vive atualmente em Londres.

Anteriormente, quando falara sobre os primeiros anos da organização no município de São Petesburgo, Flórida, ele já havia citado publicamente quão essencial considera que ele e para o outro fundador, Larry Sanger, trabalhassem distante do Vale do Silício.

"Foi importante para nossa missão e para tornarmo-nos o que somos", afirmou ao "Tampa Bay Times". "O que tivemos foi uma ideia muito pura, muito simples."

O acesso a celulares e à internet por meio deles, tema do congresso que vai até a quinta-feira (5) no país europeu, permite não só que a Wikipédia cresça em número de usuários, mas também no de autores, e que desenvolvedores "realmente criativos, em qualquer parte do mundo" construam "o próximo WhatsApp, Instagram ou Angry Birds", como citou Wales.

Ele falou sobre o projeto Wikipedia Zero, que permite que usuários de celular em alguns países tenham acesso à enciclopédia virtual sem ter um plano de dados ou sem gastar sua cota se já forem assinantes de um.

"É uma situação em que todos ganham, as operadoras porque cresce o interesse por um plano de dados, e nós, porque é nosso objetivo que todos entrem na Wikipédia."

A iniciativa, contudo, é polêmica por exigir um tratamento díspar dispensado ao site em relação aos demais, assim como faz o Facebook com seu programa Internet.org. Dessa maneira, fere o princípio de neutralidade de rede.

Esse conceito, não mencionado por Wales durante a fala, teve uma grande vitória na semana passada nos EUA, com sua vigência posta em prática após determinação do órgão regulador de telecomunicações FCC, análogo à Anatel.

Emergentes e filantropia

Wales enalteceu empresas que fazem "marketing social" com poder de transformação, como uma empresa de calçados chamada TOMS, que doa um par de tênis em países pobres para cada produto seu que é comprado.

"Isso é muito pouco [perto do faturamento da empresa], mas tem um verdadeiro poder de transformar, ir além da caridade", disse.

Ele citou as fabricantes de celulares baratos como outro bom exemplo de companhia lucrativa e ao mesmo tempo "socialmente valorosa". "Se você vir esses aparelhos que custam abaixo de US$ 50, eles têm só as mesmas capacidades que o primeiro iPhone. Mas lembre-se de quão transformador o primeiro iPhone foi para nossas vidas."

"Inclusão de verdade terá acontecido quando todos tiverem acesso a um celular e a uma conexão de internet decente, o que deve acontecer daqui a 20, diria até 10, anos."

Leia tudo sobre: wikipédiavale do silíciobolha