Príncipe William adota a diplomacia do futebol na China

De terno azul marinho, o príncipe, que está em uma visita oficial à China, deu dois toques na bola antes do início do jogo, em um campo de grama artificial

iG Minas Gerais | AFP |

 

O príncipe William da Inglaterra optou pela diplomacia do esporte na China nesta terça-feira (3), ao dar o pontapé inicial em uma partida de futebol em uma escola de Xangai.

De terno azul marinho, o príncipe, que está em uma visita oficial à China, deu dois toques na bola antes do início do jogo, em um campo de grama artificial.

A viagem, a principal de um integrante da família real britânica desde a visita à China da rainha Elizabeth II em 1986, é repleta de simbolismo, em um momento no qual a Grã-Bretanha tenta melhorar as relações diplomáticas de alto nível com Pequim.

Na segunda-feira (2), William se reuniu com o presidente chinês, Xi Jingping, e afirmou que sabia que o líder comunista é um "grande fã de futebol".

A imprensa oficial informou no ano passado que Xi é um entusiasta do futebol e que recomenda a todas as crianças chinesas a prática do esporte.

O herdeiro da coroa britânica conversou com estudantes da escolinha de futebol do instituto Nanyang, que integra um programa coordenado pelo Instituto Britânico e a Premier League. Também visitou uma escola do ensino básico, onde contou às crianças que é um fã do esporte.

O governo da China criou um programa para tentar melhorar os resultados do país no futebol, com um estímulo aos jovens talentos.

Apesar do campeonato chinês oferecer grandes contratos a técnicos e jogadores estrangeiros, a seleção nacional permanece na 82ª posição no ranking da Fifa.

Durante a visita, o príncipe William também compareceu a um evento empresarial, com o qual os promotores esperam levar 150 milhões de libras (230 milhões de dólares) à economia britânica em cinco anos.

Os acordos empresariais incluem um plano de coprodução de projetos cinematográficos.

Leia tudo sobre: Príncipe Williamfuteboldiplomaciasimbolismos