Ex-técnico do Palmeiras, Gareca assume a seleção peruana

O Peru é um dos adversários do Brasil pelo grupo C da Copa América, que acontece em junho, no Chile

iG Minas Gerais | AFP |

Em sete jogos no comando do Palmeiras, Gareca tem apenas 33,3% de aproveitamento
REPRODUÇÃO/SITE OFICIAL GARECA
Em sete jogos no comando do Palmeiras, Gareca tem apenas 33,3% de aproveitamento

Seis meses depois de ser demitido do Palmeiras, o técnico argentino Ricardo Gareca aceitou um novo desafio nesta segunda-feira, ao assumir o comando da seleção peruana, que será adversária do Brasil na fase de grupos da Copa América, no Chile.

"Podemos confirmar que Ricardo Gareca é o novo técnico da seleção peruana até o final das próximas eliminatórias, e se Deus quiser, até a Copa do Mundo de 2018, na Rússia", afirmou o diretor da Federação Peruana de Futebol em entrevista coletiva. O Peru não disputa um Mundial desde 1982.

"É o maior desafio da minha vida, dentro da minha carreira esportiva, e aceito este desafio sabendo que minha tarefa será árdua, mas não impossível, desde que tenhamos um objetivo claro", declarou o treinador, contratado no lugar do uruguaio Pablo Bengoechea.

"Conheço os jogadores peruanos, porque já treinei uma equipe no país (Universitario de Deportes). Acredito no jogador peruanao, e vamos avaliar todos, tanto no campeonato local, quanto no exterior", completou Gareca, que comandará o atacante Paolo Guerrero, do Corinthians.

No grupo C da Copa América, o Peru enfrentará o Brasil na estreia, no dia 14 de junho, antes de encarar Colômbia e Venezuela.

Gareca permaneceu apenas quatro meses no Palmeiras, com péssimo retrospecto nos 13 jogos em que comandou a equipe (quatro vitórias, um empate e oito derrotas).

Antes de assumir o clube paulista, o técnico argentino ficou cinco anos no Vélez Sarsfield, conquistando quatro títulos.

Leia tudo sobre: ricardo garecaseleçao do perucopa americachilebrasilpalmeiras