Sobe o número de estradas bloqueadas no Rio Grande do Sul

As rodovias gaúchas que chegaram a ser totalmente liberadas ontem à noite, voltaram a ser interditadas pelos caminhoneiros durante a madrugada

iG Minas Gerais | Folhapress |

Senado aprova flexibilização do descanso para motoristas profissionais
DENILTON DIAS/O TEMPO
Senado aprova flexibilização do descanso para motoristas profissionais

A greve dos caminhoneiros, iniciada no último dia 18, mantém bloqueadas algumas rodovias federais e estaduais, do Mato Grosso do Sul e dos três Estados da região Sul do país.

No Paraná, de acordo com a PRF, são oito pontos de interdição. Os caminhoneiros estão parados no acostamento e as vias estão liberadas apenas para carros de passeio, ambulâncias, carga viva e de perecíveis.

Mais cedo, próximo ao município de Guarapuava, um manifestante foi preso por atirar pedras contra os caminhoneiros que passavam pela rodovia.

Em Santa Catarina são seis pontos de interdição, todas elas se concentram na região oeste do Estado, em trechos das BRs-282 e 163.

A pior situação é no Rio Grande do Sul, onde, além de bloqueios, há registros de violência contra motoristas que não quiseram aderir ao movimento. Pneus foram incendiados na noite deste domingo (1º).

As rodovias gaúchas que chegaram a ser totalmente liberadas ontem à noite, voltaram a ser interditadas pelos caminhoneiros durante a madrugada, segundo a PRF.

Até o início da manhã, apenas seis trechos estavam bloqueados no Estado, agora o número subiu para 19.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave