Tite não quer comparações com 2012 e pede permanência do elenco

Mesmo antes de voltar ao Corinthians, treinador já dizia que não queria que procurassem semelhanças

iG Minas Gerais | Folhapress |

Corinthians, de Tite, que terá Mano no comando em 2014, decepcionou neste ano
Reprodução/Facebook
Corinthians, de Tite, que terá Mano no comando em 2014, decepcionou neste ano

No ano passado, quando estava desempregado e cogitava voltar ao Corinthians, Tite disse que se o retorno acontecesse, não gostaria de ver comparações com o time de 2012, campeão da Libertadores e Mundial.

Estas já começaram. O elenco atual está invicto em 2015 e entra em campo nesta quarta (4) contra o San Lorenzo, em Buenos Aires, pela Libertadores.

"Comparar etapas e campeões é um crime, não se faz. Cada ano tem sua história. É injusto fazer comparações, porque as equipes têm características e atletas próprios", disse o treinador.

Há três temporadas, o Corinthians conquistou o torneio sul-americano sem perder. Para Tite, o segredo daquela equipe era a consistência em campo. Exatamente a mesma coisa que busca em 2015 na Libertadores e no Paulista.

"É preciso ter consistência. Não pode pensar que dez ou 12 jogos deram uma estrutura de equipe. Estamos em processo de consolidação e estamos jogando muito abaixo tecnicamente", criticou, garantindo que vai cobrar alto nível de seus comandados.

Contra o San Lorenzo, o Corinthians deve ter a volta de Emerson Sheik. Ele não atuou nas duas últimas partidas por causa de uma inflamação no joelho direito. O atacante fica sem contrato em julho e o treinador deixou claro que gostaria de contar com o jogador durante toda a temporada. Assim como o restante do elenco.

"Quero a permanência do grupo no ano inteiro, independentemente de nomes. Tenho uma ideia muito clara na cabeça", completou.

Leia tudo sobre: titecorinthianslibertadoressan lorenzoemerson sheik