Divisão do Google+ em novos serviços pode indicar fim da rede social

A rede social fez pouco sucesso entre os usuários e é alvo de piadas na internet; embora ainda não confirmada pela empresa, a mudança pode significar o fim do Google+

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Divisão do Google  em novos serviços
Reprodução
Divisão do Google em novos serviços

O Google+, rede social criada pelo buscador em 2011, será desmembrada em duas plataformas diferentes. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (2) por Bradley Horowitz, executivo da empresa que ficará responsável pelas novas áreas.

Embora ainda não confirmada pela empresa, a mudança pode significar o fim do Google+. A rede social fez pouco sucesso entre os usuários, e não raro é alvo de piadas na internet.

A divisão separou do Google+ a ferramenta de fotos - serviço que fez sucesso entre os usuários, ao lado do Hangouts -, agora chamada de Google Photos. O segundo serviço recebeu o nome de Google Stream.

A mudança já havia sido sugerida na quinta-feira (26) por Sundar Pichai, vice-presidente de produtos do Google, em entrevista à revista "Forbes". "Eu acho que, cada vez mais, vocês nos verão focar em comunicações, fotos e Google+ Stream como três áreas importantes, em vez de de serem pensadas como uma única área", declarou. 

Leia tudo sobre: Google+serviçosrede social