Conta de luz sofre aumento de 28,8% a partir desta segunda-feira

Aneel definiu a alta na tarifa extra para as distribuidoras de energia de todo o país; bandeiras tarifárias também ficarão mais caras neste mês

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Dúvida.  
Secretaria da Fazenda não explicou se será preciso pedir à Cemig nota  depois de conta paga
Foto: ANGELO PETTINATI / O TEMPO
Dúvida. Secretaria da Fazenda não explicou se será preciso pedir à Cemig nota depois de conta paga

A partir desta segunda-feira (2), a energia elétrica fica em média 28,8% mais cara em Minas. O aumento foi confirmado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), após definir na última sexta-feira (27) tarifa extra para 58 distribuidoras de energia do país, entre elas, a Cemig.

O aumento médio no país é de 23,4%. O menor percentual é da Celpe, de Pernambuco (2,2%) e o maior, da AES Sul, do Rio Grande do Sul. A Aneel ainda não informou se os 28,8% serão aplicados igualmente para todas as classes de consumidores (residenciais, industriais e comerciais).

Segundo a Agência, também foi aprovado a alta nas bandeiras tarifárias, aplicadas conforme o custo de geração de energia. Com isso, a cada 100 kwh passa de R$ 3 para 5,50, aumento de 83%. Além desses reajustes, os clientes da Cemig ainda terão um outro, em 8 de abril, que é o reajuste regular anual. Especialistas calculam que todos os reajustes do ano, somados, passem de 40%

Leia tudo sobre: conta de luzenergia elétricacemigconsumidor.