Petição é criada, mas ruas se calam

Sociólogo da USP, Antonio Carlos Mazzeo diz que é possível ocorrer manifestações neste ano, mas elas somente devem refletir uma insatisfação geral da população

iG Minas Gerais | Isabella Lacerda /Lucas Pavanelli |

Um abaixo-assinado foi criado no site Avaaz (www.avaaz.org)e já conta com mais de 240 mil assinaturas contra a decisão da Câmara dos Deputados de aumentar os benefícios disponíveis para os deputados. Segundo a petição online o objetivo é chegar a pelo menos 500 mil adesões e, quem sabe, conseguir aumentar a pressão pela revogação da medida. Não há, porém, nenhum grande ato de rua marcado para os próximos dias no país com o objetivo específico de protestar contra o pacote de bondades.  

Para o cientista político da Universidade de Brasília (UnB) Antônio Flávio Testa, não se pode esperar que decisões, mesmo que absurdas, tomadas pelos deputados, gerem grandes reações populares, como ocorreu em 2013 com os protestos contra o aumento das passagens de ônibus.

“Não há acompanhamento pela grande maioria da população do que acontece no Congresso. A população em geral está preocupada com o custo de vida, que é o que ela sente no próprio bolso. É por isso também que os parlamentares não se preocupam com a reação popular”, avalia o professor.

Sociólogo da USP, Antonio Carlos Mazzeo diz que é possível ocorrer manifestações neste ano, mas elas somente devem refletir uma insatisfação geral da população.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave