Presidência lamenta morte no RS

Na última quarta, o governo chegou a anunciar um acordo com a categoria, prevendo por exemplo a manutenção do preço do diesel por seis meses

iG Minas Gerais |

Brasília. A Secretaria Geral da Presidência da República, em nota, lamentou a morte por atropelamento do caminhoneiro Cléber Adriano Machado Ouriques, na manhã deste sábado.

O Rio Grande do Sul é onde tinha a maior concentração de pontos de paralisação, 22, no final da manhã deste sábado. Na nota, a Secretaria Geral diz ainda que, “ao mesmo tempo em que se solidariza com familiares e amigos, o governo federal reforça o compromisso e a disposição para que a normalidade volte às rodovias brasileiras”.

Na última quarta, o governo chegou a anunciar um acordo com a categoria, prevendo por exemplo a manutenção do preço do diesel por seis meses.

Parte dos motoristas não reconhece o acordo. Principalmente no Sul, o movimento segue forte, mas há líderes da categoria que preveem o afrouxamento nos protestos nos próximos dias.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave