Equipe mista se impõe e Cruzeiro vence o Tupi em Juiz de Fora

Com gols de Henrique Dourado e Neilton, Raposa venceu com propriedade e se manteve na liderança do Estadual

iG Minas Gerais | GUILHERME REIS |

ESPORTES - FUTEBOL - JUIZ DE FORA / MG - CAMPEONATO MINEIRO 2015.
Jogo entre Tupi X Cruzeiro valido pelo campeonato Mineiro 2015.

FOTO: ALEX DOUGLAS / O TEMPO - 28.02.2015
Alex Douglas / O Tempo
ESPORTES - FUTEBOL - JUIZ DE FORA / MG - CAMPEONATO MINEIRO 2015. Jogo entre Tupi X Cruzeiro valido pelo campeonato Mineiro 2015. FOTO: ALEX DOUGLAS / O TEMPO - 28.02.2015

Mesmo com o time reserva, o Cruzeiro se impôs e venceu o Tupi no Estádio Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora, por 3 a 0. O resultado da partida disputada pela quinta rodada do Campeonato Mineiro, consolidou o time celeste na liderança do Estadual com 13 pontos. Já o Tupi, que buscava uma vaga no G-4 pode cair para a nona colocação no fim da rodada.

Jogar com um time alternativo não foi um empecilho para o técnico Marcelo Oliveira. E a partida não demorou a ser resolvida. Logo aos 7 minutos de jogo, o atacante Henrique Dourado mostrou que poder ser útil quando Leandro Damião não puder atuar. Depois de boa jogada, o meia campista da base do Cruzeiro Bruno Edgar fez cruzamento certeiro para o centroavante, que não perdoou e marcou seu primeiro tento pelo clube.

O segundo gol não tardaria. Aos 11 mins, Maike fez bela inversão de jogo para Pará. O lateral-esquerdo fez cruzamento para o meio da área, Henrique Dourado não alcançou, mas o zagueiro Mailson fez contra. Sem uma meia central para pensar o jogo, o Cruzeiro abusou das jogadas pelas laterais, o que deu resultado. O Tupi não conseguia marcar seus flancos e deu espaços para o visitante incômodo jogar. Assim foi a tônica da primeira etapa, até aos 35 minutos.

Com vantagem construída muito cedo, o time de Marcelo Oliveira começou a acompanhar o Tupi com os olhos e o avante do Galo Carijó, Daniel Moraes, perdeu um gol dentro das área aos 36 mins.

Com ritmo mais lento, o segundo tempo começou com o Tupi pressionando. Mas o time da casa esbarrou nas próprias limitações. O Tupi encontrou espaços no lado esquerdo, já que Pará, que foi bem no apoio, deixou a desejar na marcação. Além disso, o atacante Joel não o ajudava muito.

Daniel Moraes, que conseguiu vencer as disputas pessoais com os zagueiros Manoel e Bruno Rodrigo, ou finalizava para fora, ou preparava as jogadas para os meias. No entanto, faltou qualidade no arremate e nos passes. O ataque do Tupi ainda foi turbinado pela entrada Rafael no lugar do meia Ygor, o que deixou o time mais veloz, mas não mais eficiente.

O time celeste se postou mais atrás para esperar o momento certo de enfiar a faca no peito do adversário e liquidar a fatura. E foi o que aconteceu. Aos 15 mins da etapa complementar, Neilton, que havia entrado no lugar de Joel, fez boa jogada com Judivan pela esquerda e fez o terceiro gol do líder do campeonato.

Sem qualidade no ataque, o Tupi não levou muito perigo ao gol do Cruzeiro, que esperou o fim da partida. A situação do Galo Carijó ainda piorou com a expulsão do zagueiro Mailson, o vilão da tarde. O defensor fez falta violenta em Pará e foi para o chuveiro mais cedo.

Com o cotejo tranquilo, o torcedor cruzeirense ainda pode os primeiros movimentos do meia Gabriel Xavier com a camisa estrelada. O recém-contratado entrou no lugar de Judivan.

Após o apito final, o Cruzeiro, folgado no Estadual, volta o foco para a Libertadores. Na terça-feira, o time azul encara o Huracán-ARG no Mineirão.

Leia tudo sobre: cruzeiroraposatupijuiz de forareservalidermineirovitoriafutebol