Para investigadores, morte de Nemtsov foi 'meticulosamente planejada'

Eles ressaltaram a arma utilizada para matar o opositor russo e o conhecimento que os autores tinham dos movimentos de sua vítima

iG Minas Gerais | AFP |

O assassinato do opositor russo Boris Nemtsov na noite de sexta-feira em pleno centro de Moscou foi planejado detalhadamente, afirmaram os investigadores neste sábado, atentando para a arma utilizada e o conhecimento que os autores tinham dos movimentos de sua vítima.

"Não há dúvidas de que o crime foi meticulosamente planejado, assim como o local escolhido para o assassinato", a Grande Ponte de Pedra, ao lado do Kremlin, indicou o Comitê de Investigação.

Tudo leva a crer que "a arma utilizada é uma pistola Makarov", uma arma curta utilizada pelas forças de polícia e pelo exército russo e, portanto, de uso generalizado, acrescenta o comunicado.

No local dos incidentes, os investigadores encontraram seis cápsulas de uma munição de calibre 9 mm, procedentes de fabricantes diferentes, o que dificulta a determinação de sua origem.

"Boris Nemtsov ia com sua companheira ao seu apartamento, perto do local do crime. É evidente que os organizadores e os autores deste crime estavam cientes de seu trajeto", conclui o Comitê encarregado de investigar o caso. Segundo o comunicado, as testemunhas do assassinato já foram interrogadas pelos investigadores.

Leia tudo sobre: NemtsovassassinatomorteRússiaopositorrusso