Colação de grau da Fumec é adiada após teto desabar durante chuva

Turma formada por 150 alunos do curso de direito da universidade foi avisada sobre interdição do local no momento previsto para começar evento

iG Minas Gerais | JOÃO PAULO COSTA / CAMILA KIFER |

Colação de grau da Fumec é adiada após teto desabar durante chuva
FERNANDA CARVALHO / O TEMPO
Colação de grau da Fumec é adiada após teto desabar durante chuva

A cerimônia de colação de grau de uma turma do curso de Direito da Universidade FUMEC, formada por 150 alunos, que seria realizada na noite desta sexta-feira (27), no auditório do Minascentro, em Belo Horizonte foi adiada por tempo indeterminado. O cancelamento se deu após o teto do auditório desabar durante a chuva desta tarde. O espaço onde o evento seria realizado foi interditado por questões de segurança, segundo o Corpo de Bombeiros. No momento do incidente, ninguém ficou ferido.

No momento do incidente, cerca de 1.750 pessoas estavam presentes e esperando para o início da cerimônia. Segundo a comissão de formatura da turma de formandos, a informação sobre a interdição do local só foi passada para eles no horário previsto para o início do evento. "A Fumec marcou este evento em agosto de 2014. Se a chuva caiu às 14h30, por que ninguém não nos comunicou antes e esperou chegarmos aqui, às 19h30, para avisar sobre o cancelamento?", indagou a formanda Isabella Melo Ferreira, de 22 anos.

"O sentimento é de revolta com a universidade e com a direção do Minascentro. Seguido de uma grande frustração. Esperamos anos para concretizar esse sonho e, agora, ver uma coisa dessas acontecer", lamentou a jovem.

A diretora de operações do Minascentro, Silvia Rocha, explicou que a medida de cancelamento se deu depois de um parecer do Corpo de Bombeiros. "A calha não suportou a grande quantidade de água da chuva e veio a cair sobre o gesso do auditório. Para tentar manter a integridade dos participantes do evento, os bombeiros acharam por bem interditar o espaço", contou.

O reitor da Fumec, Martins Lima, estava presente no momento do cancelamento e disse que todos estão decepcionados com a situação. "Para a colação de grau há um investimento muito alto, tanto afetivo como simbólico. Diante dessa situação, o que podemos fazer é nos solidarizar com a dor dos alunos e familiares. Quando soubemos da possível interdição do auditório, buscamos todas as alternativas possíveis para resguardar a integridade de nosso alunos e familiares. A parti desse momento, entramos em contato com a direção do Minascentro e com os bombeiros, porém a avaliação final da possível interdição ou não só nos chegou às 18h", explicou.

Neste sábado (28), a diretoria do Minas Centro irá se reunir com representantes da Fumec para planejar uma nova data para a colação de grau. Para o próximo fim de semana, o local estava agendado para outras seis universidades diferentes, mas, agora, não se sabe se a programação será seguida.

O engenheiro civil Afonso Moraes da Fonseca, que é pai de um dos formandos, ficou revoltado com a situação. "Ninguém da família foi informado sobre o cancelamento. São 25 pessoas que vieram de Patos de Minas para assistir o evento e, agora, vão retornar", queixou-se.

Reincidência

Em abril de 2014, parte do teto havia desabado também em função da chuva. Um buraco de cerca de 6 metros quadrados se formou no local e, na ocasião, o espaço também foi isolado. Ninguém se feriu no incidente.

Leia tudo sobre: Minascentro;