México anuncia prisão de líder do cartel Cavaleiros Templários

A prisão ocorreu em Morelia, capital do Estado de Michoacán, em uma operação realizada pela Polícia Federal

iG Minas Gerais | Folhapress |

O México anunciou nesta sexta (27) a captura de Servando Gómez Martínez, conhecido como "La Tuta", o líder do cartel de drogas Cavaleiros Templários e o homem mais procurado do país.

A prisão ocorreu em Morelia, capital do Estado de Michoacán, em uma operação realizada pela Polícia Federal. Martínez estava sozinho em uma casa no momento da prisão, e a captura pode ser realizada sem que um tiro fosse disparado.

O governo mexicano oferecia uma recompensa de 30 milhões de pesos (cerca de R$ 5,7 milhões) por informações que levassem a "La Tuta".

Segundo uma fonte ouvida pela agência Efe, a captura só foi possível porque Martínez abandonou seu esconderijo na zona montanhosa entre os Estados de Michoacán e Guerrero, no qual estava há mais de um ano. O objetivo do traficante era realizar uma cirurgia plástica para mudar seu rosto e modificar seu timbre de voz.

PROFESSOR

Martínez era professor de uma escola primária antes de abandonar a profissão, na década de 1980, para se dedicar ao tráfico de maconha para os Estados Unidos.

Em 2014, ele se tornou o líder do cartel Cavaleiros Templários após a captura ou a morte de seus outros dirigentes, como Nazario Moreno González (el Chayo), Enrique Plancarte Solís (el Kike) -mortos em março- e Dionisio Loya Plancarte (el Tío), capturado em janeiro do ano passado.

Martínez é famoso pelas dezenas de vídeos que vieram à público em que ele confraterniza com políticos e funcionários públicos mexicanos.

O Cavaleiros Templários foi formado em dezembro de 2010 como uma dissidência do cartel Família Michoacana.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave