Vice-presidente dos EUA cancela viagem, onde se reuniria com Dilma

Com o cancelamento, Bidenvai direto para a segunda parte da viagem, na Guatemala, onde deve se encontrar com presidentes de países da América Central e também do BID

iG Minas Gerais | Folhapress |

O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, cancelou sua viagem neste final de semana para o Uruguai, onde acompanharia a posse do novo presidente, Tabaré Vasquez. Durante a agenda, ele teria um encontro com a presidente Dilma Rousseff.

De acordo com o gabinete de Biden, o vice-presidente está enfrentando uma forte gripe e não irá a Montevidéu por motivos de saúde.

Com o cancelamento, ele vai direto para a segunda parte da viagem, na Guatemala, onde deve se encontrar com presidentes de países da América Central e também do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

A reunião de Biden e Dilma seria mais um sinal de uma reaproximação entre os países após divulgação de que o governo norte-americano espionou a presidente e assessores de seu governo.

O último encontro entre os dois ocorreu em janeiro deste ano, após cerimônia de posse da presidente brasileira. "É um novo ano, um novo começo, afirmou Biden na ocasião.

Neste ano, os EUA também devem intensificar o contato entre autoridades norte-americanas e o governo brasileiro, em diferentes áreas. A intenção é melhorar a relação entre os países e pavimentar a ida de Dilma aos EUA, cancelada após a revelação de espionagem, em junho de 2013.

Somente nesta semana, vieram ao Brasil o administrador da Nasa (agência espacial norte-americana), Charles Bolden e autoridades ligadas a temas cibernéticos - como Christopher Painter, coordenador da área no Departamento de Estado dos EUA.

Procurada, a Casa Branca ainda não se manifestou sobre o provável cancelamento do encontro.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave