Oswaldo de Oliveira nega proposta do Japão após especulações

A imprensa do país chegou a dizer que o treinador era o mais cotado para assumir o posto de Javier Aguirre, demitido da seleção no início do mês

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

O novo comandante palestrino afirmou que está bastante motivado nesse início de temporada
Cesar Greco/ Ag. Palmeiras/ Divulgação
O novo comandante palestrino afirmou que está bastante motivado nesse início de temporada

"Não tem nada a ver. Ninguém do Japão falou comigo. Estou admiradíssimo com tudo isso." Essa foi a resposta que Oswaldo de Oliveira deu nesta sexta-feira (27), ao ser questionado sobre um possível interesse da seleção japonesa em seu trabalho.

Desde a demissão do mexicano Javier Aguirre do cargo de comandante da equipe nipônica, alguns nomes começaram a ser especulados na imprensa do Japão, entre eles o de Oswaldo de Oliveira, Leonardo e Felipão.

No treino de quinta (26), a presença de uma jornalista japonesa no CT do Palmeiras aumentou ainda mais os rumores de uma eventual transferência do comandante alviverde para a seleção oriental.

Apesar de mostrar-se surpreso com todo essa repercussão, Oswaldo de Oliveira admitiu ter ficado feliz apenas com a "menção do seu nome" para ocupar o cargo de treinador do Japão.

"É maravilhoso, me sinto muito orgulhoso só com essa menção, porque isso traz à tona o que aconteceu lá. Em cinco anos, nós ganhamos nove títulos. Só quem esteve no Japão pode avaliar o que é isso", lembrou o técnico, que, entre 2007 e 2011 dirigiu o Kashima Antlers.

Oswaldo afirmou também que nenhum jogador do Palmeiras veio lhe perguntar sobre o assunto. "Ninguém comentou nada comigo, nenhum deles. Não houve necessidade de conversar sobre isso com o elenco. A gente sabe que vez ou outra começam essas especulações."