Moda de viola de pai para filho

Tau Brasil faz dueto com o filho, Augusto Cordeiro

iG Minas Gerais | LUCAS SIMÕES |

Augusto Cordeiro e Tau Brasil se revezam em viola, violão e voz
GustavoGuimaraes
Augusto Cordeiro e Tau Brasil se revezam em viola, violão e voz

O cantador Tau Brasil teve que esperar mais de duas décadas para ver o filho, o multi-instrumentista Augusto Cordeiro, crescer e quem sabe um dia ter gosto em interpretar as canções que ele compunha nos anos 1980. “Ele dormia me ouvindo quando bebê, hoje toca comigo essas músicas. É lindo ver esse processo”, diz. Agora, com os 25 anos de carreira de Tau Brasil, ele e o filho se confundem, se homenageiam e se reconhecem literalmente como “Tau Pai, Tal Filho”, show gratuito que eles fazem amanhã, no Memorial Minas Gerais Vale.

O espetáculo nasceu em 2012, diante da vontade de Tau Brasil de ver o filho interpretando seu repertório. Depois de passar por cidades como Águas Formosas, Barbacena e Teixeira de Freitas, na Bahia, o espetáculo estreou em Belo Horizonte em 2013, mas agora ganha novo fôlego.

De um lado, Tau Brasil coloca toda a experiência de quem usa a viola com destreza para acompanhar Pereira da Viola, Wilson Dias e Déa Trancoso em shows pelo país – além de acumular 16 prêmios musicais e quatro álbuns autorais na bagagem.

De outro, o jovem Augusto Cordeiro, estudante da Escola de Música da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), se inspira em sua formação contemporânea, trabalhada principalmente com o trio Trivial, de jazz e música brasileira, que ele montou ao lado Pedro Henrique Gomes e Paulo Fróis. “A gente possui influências diferentes, mas o show vai ser bem em cima da natureza de violão, viola de 10 cordas e voz, reunindo todo esse universo do interior mineiro em que fui criado e que o Augusto também assimilou bastante, tem muito apreço e facilidade”, explica Tau Brasil.

No repertório do cantador nascido em Fronteiras do Vale, no Vale do Mucuri, uma dezena de canções inspiradas em sua região, como parte do seu último álbum, “Nas Trilhas do Mucuri” (2013). Além disso, o show tem espaço para parcerias como “Garimpeiro do Amor” (Tau Brasil/Gonzaga Medeiros) e “Raridade” (Tau Brasil/Miguel Gato). “Uma das mais especiais para a gente é ‘Tau Pai, Tal Filho’, que dá nome ao show, e foi escrita em nossa homenagem pelo Eugênio Brito, um parceiro”, diz Tau Brasil.

A apresentação também inclui releituras marcantes que circundam a vida sertaneja de Tau Brasil, como “Respeita Januário” (Luiz Gonzaga), “É Preciso” (Gonzaguinha) e “Curvas do Rio” (Elomar Figueroa).

Agenda

O QUE. Tau Brasil e Augusto Cordeiro apresentam o show “Tau Pai, Tal Filho”

ONDE. Auditório do Memorial Minas Gerais Vale (praça da Liberdade, 640, esquina da rua Gonçalves Dias com avenida João Pinheiro, no Lourdes)

QUANDO. Amanhã, às 16h

QUANTO. Entrada gratuita, mas sujeita a lotação do auditório com a ocupação dos 100 lugares

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave