Só 10% da frota tem sistema de monitoramento

iG Minas Gerais |

Belo Horizonte tem 6.992 táxis, mas apenas 700 são monitorados via GPS, por meio do sistema Mídia Táxi. De acordo com Ricardo Faedda, diretor-presidente do sindicato da categoria, esse monitoramento só é possível porque empresas fazem publicidade nos vidros traseiros dos carros e arcam com o equipamento.

Além das centrais de táxi, os próprios taxistas se monitoram com o uso de aplicativos como WhatsApp e Zello Walkie Talkie. “O ideal seria monitorar todos os carros, mas não queremos repassar esse custo para os taxistas. Portanto, precisamos de mais anunciantes para atender toda a demanda. Outra solução seria o apoio dos governos municipal e estadual”, afirma Faedda.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave