Queda de recursos em 2014 foi maior

iG Minas Gerais |

Ainda segundo a Confederação Nacional dos Municípios, a crise no repasse de recursos da União aos municípios aumentou quase 15% em 2014, o que gerou ainda mais prejuízos aos cofres das prefeituras.

A queda no valor do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) – que é formado por impostos como o IPI –, gerada pela política de desoneração instituída pelo governo federal, fez com que a situação das cidades ficasse ainda pior. No ano passado, a redução do IPI tirou R$ 23 bilhões de Estados e municípios.

Segundo levantamento da AMM, divulgado no fim de 2014, além de não fazer investimentos, as prefeituras não têm verba nem para pagar o 13º salário dos servidores. Mais de um terço dos prefeitos mineiros declarou em dezembro, que o salário extra ficaria comprometido. Em Sete Lagoas, por exemplo, a folha de pagamento de janeiro dos servidores só foi acertada ontem. (IL)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave