Obstrução para atrasar reforma

iG Minas Gerais |



Durval Ângelo diz que a reforma pode ser votada na próxima quarta
Uarlen Valério
Durval Ângelo diz que a reforma pode ser votada na próxima quarta

A base de governo espera votar o substitutivo do projeto de reforma administrativa na próxima quarta-feira. Mas, para atrasar a tramitação, a oposição tentou obstruir a votação. De acordo com o líder de governo, Durval Ângelo (PT), o Executivo vai enviar o novo texto na próxima quarta-feira, quando ele já poderá ser votado. Além de extinguir e criar pastas, a proposta vai contemplar corte de salários e cargos.

Como já venceu o prazo de 45 dias de tramitação do texto, que segue em regime de urgência, a matéria trava a pauta. Ontem, o tema gerou discussões. De acordo com o regimento da Casa, para que a matéria seja votada é preciso designar um relator e discutir o texto em quatro sessões. O deputado Rogério Correia (PT) foi designado relator e, para começar a contar o prazo, deveria ler seu parecer em plenário.

Para atrasar a leitura e fazer cair o quórum da sessão, a oposição apresentou requerimentos que deveriam ser lidos na hora, antes do parecer. No entanto, o presidente da Mesa naquele momento, Hely Tarquínio (PV), seguiu a reunião, o que irritou o deputado Sargento Rodrigues (PDT). “A partir de agora vou chamar o senhor de general. Você rasgou o Regimento da Casa”, disse. Apesar da confusão, o petista leu o parecer e o prazo de quatro dias começou a ser contado. (GR)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave