Ministro tentou desfazer desgaste

Segundo Barbosa, o governo espera a instalação das comissões que avaliarão as medidas provisórias para ter discussões técnicas com os relatores

iG Minas Gerais |

Ministro Nelson Barbosa teve encontros com líderes do PMDB
Roberto Stuckert Filho / PR
Ministro Nelson Barbosa teve encontros com líderes do PMDB

Brasília. Depois de fazer visitas aos presidentes da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, e do Senado, Renan Calheiros, o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, tentou amenizar a crise com a base aliada e elogiou o apoio que o governo tem recebido dos partidos em relação às medidas de ajuste fiscal. Ele disse ainda que o Executivo trabalha “para fazer as medidas necessárias para cumprir a meta (fiscal), na medida em que a economia permite”.  

Para ele, o governo não criou novos impostos e vai atuar sobre os que já existem, como o IOF e a Cide.

Apesar da expectativa de que o governo enfrente dificuldades para aprovar medidas como as que apertam o pagamento de benefícios trabalhistas e previdenciários, Barbosa disse que o governo tem se reunido com os partidos da base e tem recebido apoio. “As pessoas entendem a necessidade das medidas e das correções. (Os parlamentares) têm apresentado sugestões, como é papel do legislativo, mas tem sido um bom apoio”, disse. Segundo Barbosa, o governo espera a instalação das comissões que avaliarão as medidas provisórias para ter discussões técnicas com os relatores.

Questionado se Renan Calheiros estava equivocado quando disse que o governo precisa aprofundar o ajuste e que o setor público tem que “pagar uma parte da conta”, Barbosa disse que o governo está esclarecendo as medidas. “Não é falar em equivoco de A ou B. O que estamos fazendo é mostrar que as medidas são parte de uma estratégia de um ajuste fiscal gradual e bem distribuído, necessário”, ressaltou.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave