Lula defende que Planalto reaja para não perder apoio

Falou da importância do PMDB desde o seu governo e disse ainda que era preciso mudar a correlação de forças na coalizão governista, com maior participação do partido

iG Minas Gerais |

Brasília. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu nesta quinta uma ação rápida do governo Dilma Rousseff, com a ajuda do PMDB, a fim de não perder o apoio popular. Em café da manhã promovido pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), o petista se mostrou preocupado com a batalha negativa contra o governo, afirmou que ajudará Dilma a melhorar a relação na coalizão que a apoia, principalmente com o PMDB, e atuar para debelar a crise econômica.  

Segundo relatos, mostrou-se preocupado com os rumos da economia do país, da relação de Dilma com os aliados e fez um diagnóstico de que o governo não tem conseguido reagir à altura dos desafios. Demonstrou ainda estar preocupado com as queixas contra o governo nas redes sociais e que o apoio dos aliados é fundamental para reverter o quadro negativo.

Falou da importância do PMDB desde o seu governo e disse ainda que era preciso mudar a correlação de forças na coalizão governista, com maior participação do partido.

Peemedebistas, contudo, reclamaram da falta de protagonismo do partido na coalizão. Um dos presentes lembrou que Dilma chegou a ficar vários dias sem receber seu vice, Michel Temer, que é o presidente do PMDB.

Segundo os relatos, Lula se comprometeu a procurar Dilma a fim de melhorar a relação com o partido, tido por ele como um importante canal para reaproximar o governo da população. Também defendeu aos presentes que Temer faça parte do núcleo duro do governo Dilma Rousseff.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave