Betim é a 3ª em execução de jovens em Minas Gerais

Segundo estudo, em 2012, a cada grupo de mil adolescentes, seis morreram; se o índice se mantiver, a estimativa até 2019 é de 321 mortes antes dos 19 anos

iG Minas Gerais | DAYSE RESENDE |

Fazia pouco tempo que Fernanda* havia completado 15 anos, quando ela foi assinado em janeiro deste ano, no bairro Colônia Santa Izabel, na região do Citrolândia, com 12 tiros. A jovem havia saído de casa há cerca de dois meses sem dizer o motivo para os familiares. O caso dela é apenas um retrato da violência que tem matado milhares de jovens no Brasil. Em Betim, a cada grupo de mil adolescentes, ao menos seis morrem antes de completar 19 anos. Com isso, a cidade é a terceira do Estado em execuções de jovens.

A taxa no município é de 6,42 assassinatos por mil habitantes (12 a 18 anos), bem maior que as registradas em Contagem (4,88) e Ibirité (4,44). Os dados são do Índice de Homicídios na Adolescência: IHA 2012, divulgados neste ano pela Secretaria Nacional de Direitos Humanos (SDH), em parceria com o Observatório de Favelas e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). No estudo, o índice de Betim só é menor que o registrado em  Governador Valadares (7,35) e Vespasiano (7,09). Ainda segundo o estudo, se o índice de 6,42 se mantiver, a estimativa é que outros 321 jovens de 12 a 18 anos morram assassinados até 2019 em Betim.

Para o cientista político Guaracy Mingardi, membro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, é nessa idade que as pessoas têm mais chances de se envolver em briga em bares e festas. “As condições sociais também interferem muito nesses resultados. Onde há aglomeração de pessoas e falta de emprego e de estudo, o risco é sempre maior. E, nesse contexto, a droga – ingrediente de peso – também afeta mais os jovens”.

No caso de Fernanda, a tia da jovem diz que ela não era criminosa, mas que se envolveu com pessoas erradas. “Ainda não sabemos a motivação do crime. Muita gente fala muita coisa, mas ela era uma boa menina. Eu a aconselhava muito, mas um dia ela decidiu sair de casa, pois não aceitava que sua mãe chamasse sua atenção. Ela até chegou a falar que queria namorar mulheres, mas também ouvimos dizer que ela estava se relacionando com um homem. Não sei se ela estava envolvida com drogas. Ela saiu de casa sem dizer o motivo e, pouco tempo depois, apareceu morta. É uma perda irreparável. A mãe dela sofre muito”, diz.

A morte violenta que Fernanda teve também é observada em muitos casos. O IHA 2012 revela que a chance de um adolescente ser assassinado por arma de fogo é 4,67 vezes maior em relação a outros meios. Os homens também correm risco 12 vezes maior do que as mulheres, assim como os negros, que têm três vezes mais chance de ser assassinados do que brancos. “A morte de jovens negros vem se repetindo e se intensificando, o que mostra uma hierarquização da cidadania e do valor da vida, que gera práticas que vão desde a indiferença até o extermínio”, destaca a coordenadora do Programa de Redução da Violência Letal da SDH, Raquel Willadino. Projetos Por meio de nota, a assessoria de imprensa da secretaria de Segurança Pública de Betim, criada recentemente pela prefeitura, informou que o Plano Municipal de Segurança Pública está em elaboração e que serão priorizadas as ações para diminuir a violência entre os jovens.

A assessoria de imprensa informou, ainda, que a reivindicação para a construção do centro socioeducativo para menores infratores já foi apresentada pelo prefeito Carlaile Pedrosa e pelo secretário de Segurança Pública, Luis Flávio Sapori, para o secretário de Estado de Defesa Social, Bernardo Vasconcelos.

Já a assessoria do Estado informou que a nova administração tem interesse na construção de um centro socioeducativo em Betim e que dará andamento às tentativas de negociação com o Executivo local assim que o orçamento de 2015 for aprovado.

“A nova gestão também  está tomando conhecimento de procedimentos, ações, programas e melhorias que precisam ser realizadas no município”, completou a assessoria de imprensa.

*Nome fictício

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave