Funcionário da UAI Sete é agredido por paciente

Enfermeiro teria levado socos e tido o rosto cortado; caso foi parar na delegacia; médicos da UAI Alterosas ameaçam cruzar os braços na próxima sexta-feira (6)

iG Minas Gerais | José Augusto Alves |

Recorrente. 
Diretor do Sind-Saúde reclama das constantes ameaças feitas aos funcionários da UAI Sete
Alex Douglas / O Tempo
Recorrente. Diretor do Sind-Saúde reclama das constantes ameaças feitas aos funcionários da UAI Sete

 

Um enfermeiro foi vítima de agressão por parte de um paciente na madrugada de quarta-feira (25), na Unidade de Atendimento Imediato (UAI) Sete de Setembro.   Segundo o diretor do SindSaúde, Reginaldo Tomaz, o funcionário foi primeiramente agredido com socos. “Depois, o paciente tirou o equipo usado para a aplicação de soro e cortou o rosto do enfermeiro, resultando em cinco pontos”, afirmou.    Ainda segundo Tomaz, quando retornou da delegacia, o enfermeiro foi ameaçado pelo acompanhante do paciente. “Os funcionários não têm culpa da falta de gestão na área da saúde, como a falta de materiais, de infraestrutura e de funcionários. Se houver mais violência, vamos entrar em greve”.   A assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde informou, por meio de nota, que o paciente estava com sinais de embriaguez e confirmou que ele usou o equipo do soro na agressão. “Para aumentar a segurança, a secretaria solicitou apoio à Secretaria Municipal de Segurança Pública, que irá intensificar a presença de guardas municipais nas UAIs, além de priorizar os atendimentos às unidades de saúde”.   Paralisação O Sindicato dos Médicos de Minas Gerais (Sinmed-MG) informou que profissionais da UAI Alterosas deverão cruzar os braços por 24 horas na próxima sexta-feira (6). O objetivo é reivindicar melhores condições de trabalho e protestar contra os cortes feitos pelo município nas equipes de trabalho.    Uma assembleia deverá ser realizada pela categoria na segunda-feira (9). 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave