Sem-teto fazem protesto contra a crise hídrica na zona oeste de SP

A expectativa do MTST é que 10 mil pessoas participem do ato; caminhão-pipa vai participar da manifestação

iG Minas Gerais | Folhapress |

Um grupo de sem-teto realiza na tarde desta quinta-feira (26) um protesto contra a crise hídrica na região de Pinheiros, zona oeste de São Paulo. Por volta das 18h, cerca de 500 pessoas, segundo estimativa da Polícia Militar, se concentravam no largo da Batata.

O coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), Guilherme Boulos, afirmou que o movimento espera reunir em torno de 10 mil pessoas no protesto. "Vamos até o palácio dos Bandeirantes [sede do governo estadual] para exigir soluções", disse ele.

Um caminhão-pipa vai participar da manifestação. Segundo o motorista da empresa Fonte Dracena, Antônio José da Silva, o caminhão trazido por ele tem 5 mil litros de água. Ainda de acordo com o motorista, o aluguel de um caminhão-pipa deste tipo pode custar até R$ 400. "O movimento contratou a gente para vir. Mas ninguém vai desperdiçar água", disse.

Na verdade, o MTST fará uma encenação que simulará pessoas armadas escoltando o caminhão-pipa. Além do MTST, também participam do ato partidos políticos como PSOL e PC do B, além da Central Únicas dos Trabalhadores (CUT), ligada ao PT.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave