PT pede CPI para apurar irregularidade em programa da Sabesp

Ao todo, foram investidos cerca de R$ 1,1 bilhão, mas a Sabesp não conseguiu atingir meta estabelecida pela Arsesp

iG Minas Gerais | Folhapress |

A bancada do PT na Assembleia Legislativa de São Paulo protocolou requerimento nesta quinta-feira (26) de instalação de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar eventuais irregularidades em programa da Sabesp, empresa de saneamento paulista.

O pedido foi motivado por inquérito civil instaurado no ano passado pelo Ministério Público de São Paulo. Ele investiga suspeita de que empresas tenham sido favorecidas, entre 2008 e 2013, em programa de redução de perdas na rede de distribuição da companhia estatal.

Ao todo, foram investidos cerca de R$ 1,1 bilhão, mas a Sabesp não conseguiu atingir meta estabelecida pela Arsesp (Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo). Além da empresa estatal, mais treze empresas são alvo da investigação.

"As denúncias falam que, mesmo após R$ 1,1 bilhão de investimentos no programa de redução de perdas, a Sabesp conseguiu o milagre de aumentar, ao invés de diminuir, seu índice de perdas de água tratada", disse o líder do PT na Assembleia Legislativa, João Paulo Rillo.

Em agosto, a Câmara dos Vereadores de São Paulo aprovou a criação da CPI da Sabesp, que apura indícios de não cumprimento pela empresa estatal de contrato com a prefeitura paulistana.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave