Cruzeiro volta da Bolívia comemorando ponto conquistado fora de casa

A delegação celeste desembarcou no Aeroporto de Confins, na tarde desta quinta-feira

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES |

Sob os olhares da imprensa e de dezenas de torcedores, a delegação do Cruzeiro desembarcou na tarde desta quinta-feira no aeroporto de Confins, após empatar em 0 a 0 na estreia da Libertadores com o Universitario-BOL, em Sucre, na Bolívia.

O clima no desembarque foi tranquilo e, mesmo com o igualdade no placar diante de uma equipe menos qualificada, o ponto conquistado fora de casa foi muito comemorado pelos jogadores.

"Os efeitos da altitude fazem com que a recuperação do fôlego dentro do próprio jogo fique comprometida. Mas, foi um ponto conquistado de forma importante. Agora é nós concentrarmos para a partida de terça-feira, contra o Huracán-ARG, em casa, para buscarmos os três pontos e seguirmos rumo à classificação", analisa o zagueiro Paulo André.

Para o goleiro e capitão Fábio, que se tornou o segundo jogador com maior número de jogos pelo Cruzeiro, justamente, contra o Universitario-BOL, os atletas já esperavam ter dificuldades diante da altitude boliviana.

"Tínhamos consciência das dificuldades, mas, mesmo assim, fizemos um bom jogo. Poderíamos ter saído até com um resultado melhor se houvesse uma tranquilidade a mais. Fiquei feliz pela atuação e pela marca atingida por mim no jogo", comentou.

Antes de colocar 100% do foco de volta na Libertadores da América, o Cruzeiro "vira a chave" para o Campeonato Mineiro. No sábado, dois dias antes do segundo jogo na competição continental, a Raposa enfrenta o Tupi, pela quinta rodada do Estadual. O técnico Marcelo Oliveira já confirmou time alternativo para o duelo com o Galo Carijó, em Juiz de Fora. Mesmo assim, jogadores considerados titulares absolutos mostram vontade de estar em campo.

"Todo mundo quer jogar, quer estar pronto. Mas, tudo depende da decisão do treinador. Temos que saber o que o treinador tem em mente e o que ele pensa em fazer", disse o zagueiro Léo.

O goleiro Fábio é outro que mostra vontade em pisar no gramado do estádio radialista Mário Helênio neste sábado. "Como eu sempre digo, estou sempre à disposição. Sabemos que os jogos de competições importantes acontecem um em cima do outro e o Rafael, o Elisson precisam de ritmo de jogo. Mas estou pronto e vou acatar o que a comissão técnica decidir que for melhor para o clube".